terça-feira, 15 de abril de 2014

Mantenha a Foto Completa na sua Mente


 Para conseguir boas fotografias, é preciso que você aprenda a ver o mundo como a câmera, isto é, antes de apertar o botão, você deve concentrar-se no que aprece no visor.


Olhe para os cantos para verificar as áreas claras. Certifique-se de não estar excluindo algo essencial para a cena e acrescentando coisas que poderão tirar a atenção do assunto principal. Tente imaginar a foto pronta.


Para os que estão iniciando, é preciso lembrar que os motivos e detalhes aparentemente insignificantes podem resultar em fotografias extraordinárias. O fundamental é simplesmente estar atento para registrar os fatos e acontecimentos.

A fotografia combina duas diferentes habilidades: a de ver criativamente os objetos e acontecimentos do mundo ao nosso redor e a de traduzir  tais idéias fotográficas, transformando-as em imagens eternas a fotografia. Fiquem com DEUS e até a próxima... Obrigado!!!
                                                Admilson Barbosa, Fotógrafo

segunda-feira, 14 de abril de 2014

Páscoa é Vida.





                   
                                 Afinal, o que os coelhos têm a ver com a páscoa?
            Coelhinho da páscoa, que trazes pra mim?  Todo adulto quando criança um dia cantou ou ouviu esta tradicional canção. Mas, afinal, o que o coelho tem a ver com uma data que celebra a ressurreição de Jesus?
            Ao celebrar a ressurreição de Cristo, os cristãos celebram a vida. Para eles, Jesus morreu em lugar dos seus pecados, dando-lhes nova vida. Por isso, os símbolos da páscoa estão sempre ligados à vida.
             Acredita-se que, por ser um dos animais mais férteis, no qual a fêmea gera mais 400 filhotes ao longo de sua existência, é que o coelho acabou se transformando no representante popular da páscoa.
              Há quem acredite que o coelho tenha se tornado símbolo da páscoa, pois a data é determinada pelo calendário lunar e na Antiguidade o mamífero simbolizava a lua para algumas civilizações.
              Não há informações oficiais sobre a ligação do coelho com a páscoa; o que está na história é que esta tradição foi trazida à América por imigrantes alemães em meados de 1700. O coelhinho visitava as crianças, escondendo os ovos coloridos que elas teriam de encontrar na manhã de páscoa.
               Há ainda uma lenda de que uma mulher pobre coloriu alguns ovos e os escondeu em um ninho para dá-los a seus filhos como presente de páscoa. Quando as crianças descobriram o ninho, um grande coelho passou correndo e teria sido então que se espalhou a história de que o coelho é que trouxe os ovos.
Curiosidades
O primeiro coelho da páscoa da história de que se tem notícia data do século XVI, e o primeiro conto sobre um desses animais trazendo ovinhos e escondendo-os em um jardim surgiu em 1680. As lendas sobre os coelhinhos começaram a chegar nas Américas por volta do século XVII, quando os imigrantes europeus começaram colonizar os Estados Unidos.
(Fonte: Gazeta do Tatuapé SP.)



Eostre, Ēostre, Ostara ou Ostera é a deusa da fertilidade e do renascimento na mitologia anglo-saxã, na mitologia nórdica e mitologia germânica. Na primavera, lebres e ovos coloridos eram os símbolos da fertilidade e renovação à ela associados.

De seus cultos pagãos originou-se a Páscoa (Easter, em inglês e Ostern em alemão), que foi absorvida e misturada pelas comemorações judaico-cristãs. Os antigos povos nórdicos comemoravam o festival de Eostre no dia 30 de Março. Eostre ou Ostera (no alemão mais antigo) significa “a Deusa da Aurora”. É uma Deusa anglo-saxã, teutônica, da Primavera, da Ressurreição e do Renascimento. Ela deu nome ao Sabbat Pagão, que celebra o renascimento, chamado de Ostara.

Mas é importante perceber que a origem da Páscoa não pode ser vista pelo nome no inglês, mas no original hebraico, Pessach, que significa passagem, a passagem do anjo do Eterno sobre as casas dos filhos de Israel escravizados no Egito (Êxodo 12, 27). Em muitos idiomas, a palavra páscoa segue esse seu sentido original, passagem, mas a palavra no inglês e alemão não seguiram esse sentido original. Portanto é importante saber essa diferença, entre os cultos pagãos e judaico-cristãos.

Posteriormente, a igreja católica acabou por substituir às festividades pagãs de Ostara pela Páscoa, não sem absorver muitos de seus costumes, inclusive os ovos e o coelhinho da Páscoa. Podemos perceber isso pelo próprio nome da Páscoa em inglês, Easter, muito semelhante a Eostre.
                                                                      (Fonte: Wikipédia) 

Páscoa é renascimento, é recomeço, é um símbolo que nos lembra que tudo pode ser melhorado. Admilson Barbosa, Fotógrafo

sábado, 12 de abril de 2014

Café Sustentável

Admilson Barbosa compartilhou um link via Planeta Sustentável.
há 29 minutos · Editado
Tenho pesquisado nos últimos anos as plantações de cafés dentro das grandes cidades, "chamado os cafés urbanos" e percebi que tem dado certo a plantação do café sustentável, não só pensando em ter lucros comerciais mas, ter um produto de qualidade, saudável e que não agride o meio ambiente, é possível sim... Vai um cafezinho aí?!
Admilson Barbosa, Fotógrafo


segunda-feira, 7 de abril de 2014

Fotografias, reais e originais



 Mas, mesmo que eu conseguisse, meras palavras de agradecimento nunca seriam suficientes. Gostaria que houvesse uma maneira melhor de expressar meus sentimentos. A fotografia me proporcionou essa possibilidade de expressão, de verdadeiro sentimentos. Neste mundo cheio de mentiras e maldades, você é mais real e verdadeiro quando se tem a fotografia à seu favor. Admilson Barbosa, Fotógrafo.









A fotografia, obrigado! por me mostrar as possibilidades que a vida me oferece, obrigado! à todas as pessoas que acreditam no meu trabalho. Obrigado!

quinta-feira, 3 de abril de 2014

Arte...


A Arte, é a Cultura da Vida!


                                                      David Barbosa, faz arte em casa...








                             A arte, de David Barbosa, meu filho, meu artista...
                                                    Admilson Barbosa, Fotógrafo

        A arte é, sem dúvida, uma pequena parte da cultura, entendida aqui em seu sentido antropológico, mas uma parte privilegiada, fruto do desejo e acolhida pelo sentimento, livre das obrigações, dos deveres a serem cumpridos. Ninguém é obrigado a fazer arte ou a gostar de arte.
        A cultura aponta para o mundo como ele é, com hábitos, costumes, valores que nos aproximam dos outros indivíduos do grupo. A arte aponta para possibilidades do mundo, tira-nos dos hábitos, rompe os costumes, propõe outros valores.
       A arte nos faz estender e ampliar aquilo que somos porque passamos a ver o mundo e a nós mesmos sob luzes diferentes.
       A arte afina nossa sensibilidade: ensina-nos a ter aguda percepção dos estímulos que vêm dos nossos sentidos e a relacioná-los com conteúdos próprios - nossas lembranças, vivências pessoais e informações que já temos - e com o mundo em que vivemos.
      A arte, enfim, é uma ocasião de prazer porque nos oferece a compreensão  profunda do mundo e de nós mesmos. 


      Não importa qual seja sua profissão, tudo fica mais natural prazeroso e verdadeiro quando nós fazemos o que gosta principalmente quando se tem Amor pelo o faz... 
                    Admilson Barbosa, Fotógrafo

   

quinta-feira, 20 de março de 2014

Expressão e Comunicação: Fotografias...

 A fotografia é uma ciência, arte que mistura sincronicamente conceitos de química e física com elementos de expressão plástica e conceitos de linguagem criativa.
                                          (foto e texto de Admilson Barbosa, fotógrafo)

(Foto: Admilson Barbosa, Fotógrafo)
"A fotografia tornou-se possível quando os químicos entenderam, organizaram e demonstraram os demais procedimentos necessários para a invenção: processos de escurecimento dos sais de prata pela oxidação ao contato com a luz e de estabilização desses sais para que pudessem ser expostos novamente à luz sem que continuassem a enegrecer. E isso aconteceu pelo menos 50 anos antes de 1839."
(fonte: do texto " " iif.com.br)

ADMILSON BARBOSA, SERVIÇOS FOTOGRÁFICOS
Em função da experiência vivida no dia à dia elaborei  um roteiro de serviços fotográficos que lhe será útil e eficaz.  Estou apto a desempenhar com responsabilidade e segurança essa atividade.  
                                                       Admilson Barbosa, Fotógrafo